NAVEGUE
HOME   
GUIA COMERCIAL   
CLASSIFICADOS   
   SERVIÇOS
Cadastre-se   
Notícias   
Fale Conosco   
Utilidades   
Termos de Uso   
Anuncie aqui!   
Login Vip   
Política de Privacidade   
Links Úteis   
   ENTRETENIMENTO
Mural de Recados   
Dicas   
Enquetes   
Dicas de Filmes   
Bate-Papo   
Canal esotérico   
Jogos Online   
Culinária   
   O BAIRRO
Pirituba News   
História do bairro   
Parques   
Repartições   
Igrejas e Entidades   
Rede Bancária   
Bairros de Pirituba   
Postos de Saúde   
Hospitais   
Terminal Pirituba   
Estação Pirituba   
Itinerários de Ônibus   
   NOTÍCIAS
Colunas   
Notícias da Cidade   
Brasil   
Mundo   
Últimas Notícias   
Vida Digital   
Finanças Pessoais   
RECEBA NOVIDADES
.:: Guia de Pirituba - Pirituba em um clique! ::.
Nome:
Email:
PARCEIROS
DM Arts Networks
::: Confira também: Guia Comercial
Suspensão de pagamento pode atrasar obra de VLT
Previsão era de que as portas de plataforma de 13 das 15 estações do ramal ficassem prontas até março; empresa afirma não ser possível cumprir o prazo
Suspensão de pagamento pode atrasar obra de VLT PIRITUBA

A suspensão dos pagamentos do serviço de instalação de portas de plataforma do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) da Baixada Santista deve atrasar a conclusão das obras, segundo afirma a empresa contratada pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) para a atividade. A previsão era de que as portas de plataforma de 13 das 15 estações do ramal ficassem prontas até março.

Agora, a empresa Arquitrave afirma não ser possível cumprir o prazo, se os pagamentos não forem normalizados. A dívida é de R$ 7,5 milhões, segundo a empresa. O valor do contrato é de R$ 35 milhões.
A Arquitrave está no centro de uma polêmica envolvendo sua parceira no consórcio que venceu a licitação para a instalação das portas, a empresa coreana Bosung. A parceira enviou uma carta à EMTU dizendo que o contrato vinha sendo executado irregularmente, uma vez que a Bosung tinha desistido do projeto.

A Arquitrave afirma que tocou o projeto com o governo porque tinha um contrato assinado e iria correr riscos caso não cumprisse o cronograma. Diz ainda que nunca houve uma formalização, por parte da Bosung, de desistência do projeto. Ainda segundo a empresa, outra parceira está sendo buscada para substituir a Bosung. Argumenta, também, que os atrasos no pagamento começaram antes de a polêmica vir à tona.

Prazo. A EMTU confirma que os pagamentos estão suspensos. Mas diz que isso é resultado da investigação iniciada a partir da carta da Bosung. “Os pagamentos continuam suspensos porque a EMTU não recebeu, até o momento, a documentação solicitada à empresa Arquitrave e considerada necessária à formalização da substituição da empresa Bosung.” Entretanto, a empresa garante que o cronograma de entrega das obras não será afetado.

Notícia Postada em 13/11/2016

Casas, Apartamentos, Imóveis Comerciais em Pirituba
 
ANUNCIANTES
COPYRIGHT © 2006 - Guia de Pirituba- Todos os direitos reservados Produzido por: DM Arts Networks